Ranking revela jogadoras mais ricas da Copa do Mundo Feminina; Marta é a número 1

29/06/2023 09h53


Fonte O Globo

Imagem: ReproduçãoMarta é a número 1 em jogadoras mais ricas da Copa do Mundo Feminina.(Imagem:Reprodução)Marta é a número 1 em jogadoras mais ricas da Copa do Mundo Feminina.

Estrelas do futebol despontaram pelo talento em campo e pela voz ativa fora dos gramados e contribuíram para o aumento da popularidade da modalidade feminina nos últimos anos. O movimento se traduziu em maiores salários, verba por direitos de transmissão, venda de ingressos e outros ganhos, como os patrocínios, apesar da enorme disparidade ainda vigente em relação aos homens.

Diante desse cenário de ascensão, o jornal "Marca" publicou um ranking das jogadoras mais ricas que estarão na Copa do Mundo Feminina da Austrália e da Nova Zelândia, a partir do próximo mês.

Marta - 1ª

Vencedora do prêmio de melhor jogadora do mundo da Fifa em seis oportunidades, a brasileira é considerada uma das - senão, a maior - maiores atletas da modalidade. Atualmente no Orlando Pride, da liga americana de futebol, a atacante tem salário de cerca de US$ 400 mil por ano (R$ 1,9 milhão) e fortuna estimada em US$ 13 milhões (R$ 63 milhões). Marta já vestiu a camisa da seleção em 174 partidas, fez 115 gols e defenderá as cores do país mais uma vez na Copa do Mundo.

Wendie Renard - 2ª


A atleta será a capitã da seleção da França na Copa, posição que também ocupa no clube Lyon — o mais bem-sucedido da modalidade feminina, com 14 títulos da liga local e 8 de competições europeias. Com a camisa do país, fez 144 partidas e vai agora para a sua terceira Copa do Mundo. De acordo com o "Marca", o salário da atleta é de US$ 400 mil por ano (R$ 1,9 milhão), mas a fortuna dela já chega a US$ 10 milhões (R$ 48,5 milhões).

Amandine Henry - 3ª

A atleta quase precisou deixar o futebol em 2007, quando tinha apenas 18 anos, por causa de uma grave lesão no joelho. No entanto, a francesa se recuperou e se uniu ao plantel vencedor do Lyon, assim como Wendie Renard. Em 2019, foi vice na disputa de melhor jogadora da Copa do Mundo, disputada em casa, na França. O salário dela é de US$ 390 mil por ano (R$ 1,8 milhão) e o patrimônio líquido, estimado em US$ 7 milhões (R$ 33,9 milhões).

Alex Morgan - 4ª

A americana é uma das maiores estrelas do futebol feminino na História e uma das mais artilheiras, com 121 gols em 206 aparições com a camisa dos EUA. Segundo o "Marca", Alex tem salário atualmente maior que o das adversárias, ganhando cerca de US$ 450 mil por ano (R$ 2,1 milhões). No entanto, seu patrimônio é estimado em US$ 4 milhões (R$ 19,4 milhões).

Megan Rapinoe - 5ª


Ícone da modalidade pela voz ativa em defesa do desenvolvimento do futebol feminino e da igualdade de condições, Megan Rapinoe já defendeu os Estados Unidos em três Copas do Mundo. Levantou o troféu em duas delas e, de quebra, levou a Bola de Ouro em 2019. A jogadora tem salário estimado em US$ 445 mil por temporada (R$ 2,1 milhões), pouco menos que a compatriota Alex Morgan. Sua fortuna é estimada em US$ 3,7 milhões (R$ 17,9 milhões).

O contrato de Rapinoe vale US$ 445 milhões por temporada e tem um patrimônio líquido de cerca de US$ 3,7 milhões.



Veja mais notícias sobre Celebridades, clique em florianonews.com/celebridades

Tópicos: copa, mundo, futebol