Consumidores acionam Procon após serem surpreendidos com reajuste de até R$ 0,40 na gasolina em Tere

29/11/2022 11h02


Fonte G1 PI

Imagem: Arquivo PessoalConsumidor registra aumento de R$ 0,40 no preço do litro de gasolina em Teresina.(Imagem:Arquivo Pessoal)Consumidor registra aumento de R$ 0,40 no preço do litro de gasolina em Teresina.

Consumidores acionaram o Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon), na manhã desta terça-feira (29), após terem sido surpreendidos com um reajuste de até R$ 0,40 no preço do litro de gasolina. Em alguns postos, o combustível passou de R$ 5,09 para R$ 5,49.

Procurado pelo g1, o Sindicato dos Postos Revendedores de Combustíveis do Estado do Piauí (Sindipostos) afirmou que não houve aumento geral e que cada posto reajusta conforme os custos que têm.

Acostumados a ficarem sabendo dos reajustes com antecedência, alguns dos consumidores questionaram o aumento inesperado.

"Passei em um posto e a gasolina antes estava R$ 5,04 e agora está R$ 5,48. Em outro estava R$ 5,17 e agora está R$ 5,49. Não sabia que iria ter aumento nenhum", disse um deles em participação na FM Clube.

"Alguns já estão com gasolina a R$ 5,50. Não soube de nenhuma aumento da Petrobras. Foi de uma hora para outra", disse outro ouvinte.

Após tomar conhecimento da situação, o chefe de fiscalização do Procon, Arimateia Arêa Leão, afirmou que o órgão vai fiscalizar se o aumento ocorreu dentro do previsto em lei. "A justificativa dos donos de postos é que o lucro está muito pequeno, mas o consumidor não pode aumentar esse lucro para eles. Vamos verificar porque houve esse aumento", disse.

Fiscalização encontra irregularidades em postos de combustíveis
Imagem: Divulgação /ImepiPetróleo Real: fiscalização encontra irregularidades em 26 postos de combustíveis no Piauí.(Imagem:Divulgação /Imepi)Petróleo Real: fiscalização encontra irregularidades em 26 postos de combustíveis no Piauí.

O Instituto de Metrologia do Piauí (Imepi), em parceria com o Procon-PI, fiscalizou 53 postos de combustíveis e 29 revendedoras de gás durante a oitava fase da Operação Petróleo Real.

Ao todo, 26 postos apresentaram irregularidades. Além disso, um dos botijões fiscalizados foi reprovado. A fiscalização ocorreu entre os dias 21 e 26 de novembro deste ano em 24 cidades.

Confira as últimas notícias sobre Teresina: florianonews.com/teresina
Siga @florianonews e curta o FlorianoNews