Lula terá 1 minuto a mais que Bolsonaro na propaganda de TV

19/08/2022 08h35


Fonte Folha

Imagem: Rahel PatrassoToalhas com as imagens de Jair Bolsonaro (PL) e de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), em São Paulo.(Imagem:Rahel Patrasso)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) terá cerca de 1 minuto a mais do que o presidente Jair Bolsonaro (PL) por bloco na propaganda eleitoral em rádio e TV na disputa ao Palácio do Planalto.

Segundo dados divulgados nesta quinta-feira (18) pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Lula terá 3 minutos e 39 segundos em cada bloco. Já a coligação formada pelo atual presidente conseguiu 2 minutos e 38 segundos.

A propaganda eleitoral para presidente da República durante o primeiro turno é transmitida às terças, quintas e aos sábados, em dois blocos: a partir das 7h e a partir das 12h no rádio. Também a partir das 13h e a partir das 20h30 na televisão.

Além disso, o petista terá 286 inserções de 30 segundos em 35 dias de campanha, uma média de 8,1 por dia, contra 207 pequenas propagandas de Bolsonaro do mesmo período e veiculadas nos intervalos comerciais das emissoras, uma média de 5,9 por dia.

Essas inserções são veiculadas todos os dias das semanas no período reservado à propaganda eleitoral.

O horário eleitoral gratuito começa no próximo dia 26. Na estreia dos candidatos a presidente, prevista para o dia seguinte, a primeira propaganda divulgada será a de Roberto Jefferson (PTB).

Na sequência, serão exibidas as propagandas de Soraya Thronicke (União Brasil), Felipe D"Ávila (Novo), Lula (PT/ Coligação Brasil da Esperança), Simone Tebet (MDB/Coligação Brasil Para Todos), Bolsonaro (PL/Coligação Pelo Bem do Brasil) e Ciro Gomes (PDT).

A ordem das propagandas em cada dia é decidida em sorteio pelo TSE.

Os candidatos Constituinte Eymael (DC), Léo Péricles (UP), Sofia Manzano (PCB) e Vera (PSTU) não devem ter acesso aos tempos de rádio e TV. Isso porque os partidos destes políticos não superaram a cláusula de barreira.

Em audiência pública feita nesta quinta-feira (18) no TSE, o advogado de Eymael pediu para a corte rever esta posição. O tribunal informou que os pedidos serão avaliados pelos ministros do TSE em sessão marcada para o dia 23.

Os tempos de propaganda em bloco e das inserções são definidos a partir do tamanho das coligações de cada candidato. Já as propagandas de postulantes a outros cargos são definidas pelos Tribunais Regionais Eleitorais.

As inserções, em especial, têm potencial de atingir eleitores que não assistem aos blocos fixos na TV e rádio.

Confira o tempo de TV dos presidenciáveis

Abaixo, os tempos definidos pelo TSE para cada bloco das propagandas eleitorais no rádio e na TV, além do número de inserções de 30 segundos dos candidatos durante 35 dias de campanha.

A lista foi ordenada do maior tempo de propaganda para o menor.

  • Lula (PT/Coligação Brasil da Esperança) - 3 minutos e 39 segundos / 286 inserções
  • Jair Bolsonaro (PL/Coligação Pelo Bem do Brasil) - 2 minutos e 38 segundos / 207 inserções
  • Simone Tebet (MDB/Coligação Brasil Para Todos) - 2 minutos e 20 segundos / 184 inserções
  • Soraya Thronicke (União Brasil) - 2 minutos e 10 segundos / 170 inserções
  • Ciro Gomes (PDT) - 52 segundos / 68 inserções
  • Roberto Jefferson (PTB) - 25 segundos /33 inserções
  • Felipe D"Ávila (Novo) - 22 segundos /29 inserções