Audiência pública na Alepi debate PPA e servidores cobram reajuste para 2024

30/11/2023 15h16


Fonte ClubeNews

Imagem: Jonas Carvalho/ Portal ClubeNewsA reunião aconteceu na sala da Comissão de Constituição e Justiça.(Imagem:Jonas Carvalho/ Portal ClubeNews)A reunião aconteceu na sala da Comissão de Constituição e Justiça.

A Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) realizou uma audiência pública, nesta quinta-feira (30), para debater o Plano Plurianual 2024-2027, que tem a finalidade de estabelecer as diretrizes, os objetivos e as metas para os próximos 4 anos.

A reunião aconteceu na sala da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e contou com a participação do secretário de Planejamento do Piauí, Washington Bonfim, e do secretário de Fazenda, Emílio Júnior.

Os servidores do Governo do Estado não saíram satisfeitos do encontro e cobraram o reajuste linear para os trabalhadores no próximo ano. A professora Lucineide Barros, do Sindicato dos Docentes da Universidade Estadual do Piauí (Uespi), disse que a categoria acumula perdas salarias, que não foram compensadas ao longo dos anos.

“Esperamos que o PPA possa dar passos importantes em relação à autonomia universitária. Nós vamos apresentar uma proposta de emenda para que seja praticado o repasse de 1/12 daquilo que está previsto na Lei do Orçamento Anual, para que a Uespi não continue na dependência de estar o tempo todo na antessala da Secretaria de Fazenda, esperando ser liberado aquilo que está aprovado em Lei”, afirmou a professora.
Imagem: Jonas Cavalho/ Portal ClubeNewsSecretário Washington Bonfim (Imagem:Jonas Cavalho/ Portal ClubeNews)Secretário Washington Bonfim 

Em entrevista ao Portal ClubeNews, o secretário Washington Bonfim lembrou que, embora esteja no planejamento do Governo do Estado a realização de concurso público e reajuste aos servidores, a prioridade será a implementação de investimentos, seguindo o plano orçamentário para 2024.

“Estamos avaliando o cenário econômico, fazendo o máximo que a gente pode para manter o equilíbrio fiscal. Nós temos um respeito profundo pelo servidor, mas nós vamos fazer aquilo que beneficia ele. E o que vai beneficiar nesse momento é pagar em dia, cumprir as nossas obrigações com os servidores da ativa e inativos”, explicou.
Imagem: Divulgação/ AlepiSecretário Emílio Júnior(Imagem:Divulgação/ Alepi)Secretário Emílio Júnior

As quedas nos repasses do Fundo de Participação dos Estados (FPE) e a redução na arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) dos combustíveis, segundo o secretário Emílio Júnior, barra a possibilidade de um maior percentual de reajuste aos servidores.

“Nós já explicamos que em 2023, por conta dessa frustração no FPE, prejudicou que o Governo pudesse trabalhar o reajuste salarial. Mas, o governador colocou que em 2024 vamos trabalhar o reajuste. Agora, precisamos trabalhar isso com cautela e equilíbrio”, ponderou o secretário.
 

Para ler mais notícias do FlorianoNews, clique em florianonews.com/noticias. Siga também o FlorianoNews no Twitter e no Facebook