Projetos solidários levam o espírito de Natal a pessoas carentes no Piauí

19/12/2020 20h37


Fonte G1 PI

Imagem: Reprodução/TV ClubeCostureiras confeccionam máscaras e distribuem para os profissionais de saúde e famílias da comunidade.(Imagem:Reprodução/TV Clube)Costureiras confeccionam máscaras e distribuem para os profissionais de saúde e famílias da comunidade.

Durante o período natalino é comum vermos ações de solidariedade. Devido às comemorações de fim de ano muitas pessoas movidas pelo espírito solidário doam objetos ou serviços em prol do bem-estar do próximo. Mas há quem pratique o espírito natalino o ano inteiro.

É caso de um grupo de costureiras do município de Nazária. Desde o início da pandemia do novo coronavírus elas confeccionam máscaras e distribuem para os profissionais de saúde ou para famílias da sua comunidade.

A ideia surgiu de uma parceria com uma cerâmica da cidade desativada há oito anos. Maria Salomé, costureira voluntaria do projeto, contou que a fábrica doa os tecidos e o espaço onde ela e mais quatro costureiras confeccionam as máscaras, que são distribuídas em um kit com o frasco de álcool 70.

Outra ação solidária, mas aqui de Teresina, é o projeto "Eu Quero Ajudar". O projeto iniciou com 15 pessoas em 2012 e hoje conta com vários voluntários que ajudam moradores de rua com refeições e doa brinquedos em comunidades carentes. O projeto atua o ano inteiro em datas comemorativas, como exemplo, dia dos pais, dias das crianças e páscoa.

Durante a pandemia as ações nas ruas foram mais rápidas, sem abraços e conversas com os moradores de rua, mesmo assim, Lucas Jacó, idealizador do projeto, contou que o sentimento é o mesmo: gratidão.

"Nós do projeto sentimos uma gratificação muito maior do que eles. Eles são sempre muito gratos, mas o que nós recebemos em troca de um prato de comida é muito maior", disse.

Confira as últimas notícias sobre Piauí: florianonews.com/piaui
Siga @florianonews e curta o FlorianoNews

Tópicos: projeto, muito, pandemia