Polícia nega soltura do capitão acusado de matar a estudante Camilla Abreu

22/11/2017 08h33


Fonte Cidadeverde.com

Imagem: ReproduçãoClique para ampliarPolícia nega soltura do capitão acusado de matar a estudante Camilla Abreu.(Imagem:Reprodução)

A rede social ficou em polvorosa na tarde de terça-feira (21) com a informação de que o capitão Alisson Wattson do Nascimento acusado de matar a estudante Camilla Abreu teria sido solto.

A informação não passou de fake news (notícias falsas) e provocou revolta na internet. O capitão está preso há mais de 20 dias no presídio militar.

Devido as discussões e a proporção da notícia, a Polícia Militar divulgou um comunicado. Principalmente no aplicativo Whatsapp, o policial aparecia em uma foto dentro de um carro, sentado no banco de passageiro com duas pessoas, numa alusão de que estaria em liberdade. A notícia foi publicada na página do Facebook do "Plantão policial".

Veja a nota:

A Polícia Militar do Piauí informa que não recebeu qualquer ordem judicial para colocar em liberdade o Capitão Alisson Wattson.
Informa, ainda, que o referido oficial encontra-se preso e recolhido, no Presídio Militar, e à disposição da Justiça.

Teresina, 21 de novembro de 2017.
John Roberto Feitosa da Silva - Ten Cel PM
Diretor de Comunicação Social da PMPI

No início da semana, o coordenador da Delegacia de Homicídio, delegado Francisco Costa, o Baretta, ressaltou que o policial Alisson Wattson não poderia ser solto. Baretta garantiu que o capitão é de "alta periculosidade" e não pode ser posto em liberdade. O Ministério Público do Estado do Piauí requereu a conversão da prisão temporária em preventiva e o pedido foi atendido.


Para ler mais notícias do FlorianoNews, clique em florianonews.com/noticias. Siga também o FlorianoNews no Twitter e no Facebook

Tópicos: policial, capitão, alisson