Café compartilhado marca a abertura dos festejos de São Francisco de Assis em Floriano

24/09/2022 10h19

Da redação do FlorianoNews redacao@florianonews.com


Imagem: FlorianoNewsCafé compartilhado marca a abertura dos festejos de São Francisco de Assis em Floriano(Imagem:FlorianoNews)Café compartilhado marca a abertura dos festejos de São Francisco de Assis em Floriano

Na manhã deste sábado (24), um café da manhã partilhado marcou a abertura dos festejos em honra a São Francisco de Assis no bairro Ibiapaba, em Floriano.

A programação do tradicional festejo de São Francisco de Assis teve início às 06:00h com a Missa Penitencial e logo após o café da manhã compartilhado com a comunidade. Muitos fiéis participaram da abertura das festividades, que seguem até o dia 04 de outubro. Autoridades religiosas, políticas, e a comunidade em geral, participaram da manhã festiva.

Com o Tema “Com Francisco, por uma igreja Sinodal” e Lema “E essa caminhada requer o envolvimento de todos nós em Comunhão, Participação e Missão”, o novenário celebra os 54 anos da presença franciscana no município.

Imagem: FlorianoNewsCafé compartilhado marca a abertura dos festejos de São Francisco de Assis em Floriano(Imagem:FlorianoNews)Café compartilhado marca a abertura dos festejos de São Francisco de Assis em Floriano

Todas as noites haverá recitação do terço mariano, às 19h00, seguida de santa missa. Na parte social serão montadas as tradicionais barracas com comidas típicas e artigos religiosos.

São Francisco de Assis

Imagem: DivulgaçãoClique para ampliarCafé compartilhado marca a abertura dos festejos de São Francisco de Assis em Floriano(Imagem:Divulgação)Café compartilhado marca a abertura dos festejos de São Francisco de Assis em Floriano
Giovanni di Pietro di Bernardoni (Francisco de Assis), nasceu em Assis na Itália, no dia 5 de julho de 1182. Era filho de Pica Bourlemont e Pedro Bernardone Maricone, rico e conceituado comerciante de tecidos de Assis.

Conta-se que em 1206, orando na capela de São Damião, em Assis, Francisco ouviu de Deus as seguintes palavras: "Vá, Francisco, e restaure a Minha Casa!". Imaginando tratar-se de reconstruir a Capela, voltou para casa, vendeu boa parte dos tecidos do pai e entregou-se ao serviço de Deus e dos miseráveis.

Em 1208, afinal, compreendeu o sentido da mensagem: restaurar a igreja como instituição, uma vez que ela havia se desviado dos ensinamentos de Cristo e vivia cercada de opulência. Faz votos de pobreza e começou a pregar sua doutrina.

Francisco de Assis, decidido a cumprir as Escrituras sagradas, passou a viver voltado apenas para o espírito. Seus sermões eram cada vez mais frequentados, sua fama foi se espalhando e aos poucos já tinha seguidores, dispostos a formar uma nova ordem religiosa.

Ordem dos Franciscanos

Em 1215, no intuito de resguardar a autoridade papal, o Concílio de Latrão reconheceu a "Ordem dos irmãos Menores de Assis”. O Cardeal Ugolino foi designado “protetor” da Ordem. Francisco consentiu repartir seus discípulos em dois grupos para seguir em peregrinação pelo mundo para disseminar o sentimento da fé cristã e converter os infiéis.

Durante a peregrinação, os franciscanos tiveram seus primeiros martírios, cinco discípulos foram mortos, em Ceuta, pelos muçulmanos pois recusaram sua conversão.

Francisco de Assis embarcou para a Terra Santa, onde foi aprisionado e levado ao Sultão. Para mostrar a superioridade da fé cristã, Francisco andou sobre brasas e imediatamente foi libertado.
 
Morte

Em 1224, decepcionado e doente, Francisco de Assis foi obrigado a moderar suas atividades. No mesmo ano, renunciou a direção efetiva da irmandade que criara e em companhia dos discípulos partiu em direção à floresta para viver em contato com a natureza.

Conta-se que, na floresta, em sua presença, os peixes saltavam da água e os pássaros pousavam em seus ombros. Certo dia, orando no alto do rochedo, desceu do céu um serafim de asas resplandecentes, trazendo nos braços uma cruz.

Quando a imagem desaparece, Francisco percebeu marcas de sangue nas mãos e pés, como se tivessem sido atravessados por pregos. Doente, Francisco implora que o levem para Assis, onde quer morrer.

São Francisco de Assis faleceu assistido pelos discípulos, em Assis, Itália, no dia 3 de outubro de 1226. Dois anos depois de sua morte, foi canonizado pelo papa Gregório IX.

Na igreja de São Francisco de Assis, Assis, Itália, inaugurada em 1256, estão guardados os restos mortais do santo.

Tópicos: francisco, igreja, ordem