Governo vai entregar tablets para 2.500 estudantes da rede estadual

11/05/2022 15h00


Fonte Governo do Piauí

Imagem: DivulgaçãoEssa é uma estratégia para garantir de forma igualitária a continuidade de uma rotina de estudos.(Imagem:Divulgação)Essa é uma estratégia para garantir de forma igualitária a continuidade de uma rotina de estudos.

Em 2021, 10 mil estudantes da rede pública estadual receberam tablets para o auxílio nos estudos, adequação ao ensino remoto e realizarem monitoria de outros alunos que enfrentam dificuldade de aprendizagem no modelo de ensino da época. Agora me 2022, o Governo do Piauí e a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) entregarão mais 2.500 tablets para reforçar essa ação.

Maria José Mendes, diretora da Unidade de Ensino e Aprendizagem da Seduc, revela que a prioridade é atender os alunos mais vulneráveis, aqueles com dificuldade de conexão bem como o projeto Aluno Monitor.

“Os tablets estão sendo grandes aliados do ensino. Esse é um processo que a gente utiliza de equidade no sentido de dar aquela oportunidade a quem tem maior dificuldade. Elaboramos um edital e as escolas fizeram projetos com foco na área de linguagem, língua portuguesa e matemática”, afirma a diretora.

Charllynson Carvalho, estudante da Unidade Escolar Gayoso de Almendra, que fica em Batalha, distante 200 Km de Teresina, destaca que o tablet tem auxiliado bastante tanto nos estudos da escola quanto nos estudos para o Enem.

“Receber esse tablet foi muito bom, porque posso guardar todos os meus arquivos de estudo, o que antes não era possível, pois eu usava meu celular. Foi muito difícil estudar durante a pandemia em razão do meu celular, pois sempre ficava com memória cheia. Mas agora, com o tablet, tudo mudou, deixo o meu celular para resolver meus assuntos pessoais e o tablet exclusivamente para estudar. Portanto, é evidente que esse tablet foi um auxílio mais que necessário para mim”, relata.

A diretora de sua escola, Liduína Reboulças diz que houve um reforço na aprendizagem dos estudantes após a implementação da tecnologia.

“Percebo essa necessidade na escola, a internet temos em todas as salas de aulas, ou seja, na escola toda, porém nem todos os professores tem notebook ou tablets, essa diferença é ainda maior com os alunos, na maioria possuem celular dos mais simples. A educação, hoje clama por acesso às tecnologias”, revela a diretora.

O secretário de Estado da Educação, Ellen Gera, enfatiza que com um investimento de mais de 10 milhões de reais, esses equipamentos já estão ampliando as possibilidades de acesso aos conteúdos educacionais

“Essa é uma estratégia para garantir de forma igualitária a continuidade de uma rotina de estudos, bem como o desenvolvimento das habilidades necessárias para a formação integral de nossos alunos e se soma a outras ações que já realizamos, como a entrega de 180 mil chips com internet”, acrescenta o secretário.

Projeto Aluno Monitor

Estudantes da 3ª série do Ensino Médio, selecionados pela escola, com base no desempenho educacional e assiduidade, se utilizarão do equipamento para auxiliar os demais colegas no processo de aprendizagem e reforço dos conteúdos. Dos 10 mil tablets entregues ano passado, 1.870 foram destinados aos alunos monitores e cada escola deverá selecionar dois estudantes de cada turma para essa nova etapa do projeto Aluno Monitor.

O aluno monitor deverá participar assiduamente da implementação das ações propostas no projeto e certificação de acordo com seu desempenho. Se tiver avaliação satisfatória pelos gestores escolares e professores, o aluno monitor ficará com o tablet como premiação.


Para ler mais notícias do FlorianoNews, clique em florianonews.com/noticias. Siga também o FlorianoNews no Twitter e no Facebook

Tópicos: escola, aluno, monitor