Debandada no Inep coloca Enem 2021 em risco, avalia ex-ministro da Educação

12/11/2021 14h37


Fonte meionorte.com

Imagem: ReproduçãoClique para ampliarEx-ministro da Educação Renato Janine Ribeiro(Imagem:Reprodução)Ex-ministro da Educação Renato Janine Ribeiro

O ex-ministro da Educação Renato Janine Ribeiro disse, nesta sexta-feira (12), que o pedido de demissão de mais de trinta funcionários do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) eleva os riscos de falhas durante a aplicação do exame.

Durante conversa no Notícias da Boa, apresentado pela jornalista Cinthia Lages, Janine Ribeiro informou que parte dos servidores que deixaram seus cargos eram responsáveis pela resolução de falhas e imprevistos durante a aplicação do certame. 

"Eram justamente as pessoas que lidavam com os imprevistos, já que em um exame com milhares de pessoas, muita coisa pode acontecer. Falta de energia, água, acidentes com os veículos que transportam as provas, tudo isso precisa de alguém para resolver rápido, com precisão", completou.

No pedido de dispensa encaminhado à diretoria do Inep, os servidores justificaram a saída pela "fragilidade técnica e administrativa da atual gestão máxima" do órgão. Também mencionaram episódios de assédio moral, expostos em uma assembleia.

"É muito preocupante o fato deles saírem reclamando que não foram ouvidos pelo presidente do Inep [Danilo Dupas] e nem pelo Ministério da Educação. Isso indica que o exame pode realmente se dar em condições que não são as melhores. Podem ocorrer eventos imprevistos, falhas", disse o ex-ministro.

Confira as últimas notícias sobre Educação: florianonews.com/educacao
Siga @florianonews e curta o FlorianoNews

Tópicos: exame, inep, imprevistos