Feriados

01/05/2019 11h24


Fonte BNandú


Feriados!

Feriado, estou ferrado!
Um aposentado,
Sem ter o que se ocupar,
desocupado.

Frustrado,
o aposentado perdido
nas ruas a caminhar,
sem rumos, desnorteado.

Feriado, estou roubado!
Um aposentado,
sem ter com quem conversar
fiado,
perdido está coitado.

Antes, na ativa, feriado era
programado.
A família, os amigos, os agregados,
todos animados:
vamos aproveitar o feriado prolongado.

Programado,
o passeio numa deserta praia com tempo ensolarado.
Para o rango da cambada, um pescado
de preferência um robalo.

Ensopado,
com o chique nome de peixada..., Um babado!
Mas para os não entendidos... Peixe refogado...
Coentro, cebola, cebolinha, tomate, colorau e alho.
Azeite? Só se for “Galo”!

Agora, o aposentado... Nada desfruta de feriado, pior ainda se for prolongado.
Férias, licenças prêmios, atestados, repouso remunerado? Tudo negado,
todos direitos retirados!
A solidão bate, tira o rebolado, do desocupado folgado.
Que nem direito tem a um feriado!

No Brasil, com feriados adoidados...
Ruas, bares, praias, shoppings, lotados!
E aposentados desfrutam de feriados,
pois do trabalho estão desativados.

Aposentado ou ex-trabalhador desativado e penalizado?