Polícia Civil do DF suspende provas de concurso para agente por conta da pandemia

14/09/2020 15h24


Fonte G1

Imagem: TV Globo/ReproduçãoPolicial civil atende ocorrência de homicídio no Distrito Federal.(Imagem:TV Globo/Reprodução)

A Polícia Civil do Distrito Federal anunciou, nesta segunda-feira (14), a suspensão das provas objetivas do concurso para agente da corporação. O motivo são os riscos impostos pela pandemia de Covid-19. Os exames estavam marcados para 18 de outubro e, segundo a PCDF, não há previsão de nova data.

O edital foi lançado em julho e prevê 1,8 mil vagas, sendo 600 para preenchimento imediato e 1,2 mil para cadastro reserva (veja mais abaixo). O salário é de R$ 8.698,78. O prazo de inscrições acabou na última terça-feira (8).

Em nota, a Polícia Civil informou que a decisão de suspender as provas foi tomada junto com o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), banca organizadora do concurso.

"Tal medida busca proteger a saúde pública, em razão da pandemia da Covid-19, tendo em vista o grande número de inscritos do Distrito Federal e de outras unidades da federação."
A corporação afirma ainda que "quaisquer atualizações a respeito do certame serão amplamente divulgadas pela PCDF e pelo Cebraspe".

O concurso
Além das provas objetivas, os candidatos terão que passar por prova discursiva e física, avaliação médica e análise de vida pregressa. Puderam se inscrever candidatos com nível superior em qualquer área de formação. Os interessados também precisam preencher os seguintes requisitos:
  • Estar em gozo dos direitos políticos;
  • Estar quite com as obrigações militares, em caso de candidato do sexo masculino;
  • Estar quite com as obrigações eleitorais;
  • Ter idade mínima de 18 anos completos na data da posse;
  • Ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo;
  • Possuir Carteira Nacional de Habilitação, categoria “B” ou superior em plena validade;
  • Possuir os requisitos psicológicos compatíveis com as atribuições do cargo;
  • Ter conduta irrepreensível e idoneidade moral inatacável, as quais serão apuradas por meio de sindicância de vida pregressa e investigação social;
  • Não estar cumprindo ou não ter cumprido sanção criminal;
  • Não estar cumprindo ou não ter cumprido sanção administrativa ou por improbidade.

Tópicos: concurso, provas, estar