Tribunal de Contas do Piauí inicia auditoria operacional em presídios

01/02/2017 11h39


Fonte G1 PI

O Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE) inicia daqui a 20 dias uma auditoria operacional nas 15 unidades prisionais. O objetivo é analisar a estrutura e os custos de cada penitenciária durante os últimos cinco anos de administração.

Outros estados também devem fazer o mesmo trabalho. No Piauí, a solicitação veio do Ministério Público de Contas, que foi aprovada por unanimidade pelo TCE. A conselheira Lilian Martins revelou que durante a auditoria serão feitos vários desdobramentos.

"O primeiro seria a avaliação do sistema carcerário, em termos da quantidade de presos, custos da existência de cada unidade e as manutenções nos presídios. Queremos saber também a eficiência das políticas públicas, a gestão colocada com todo material humano envolvido e como tem sido o controle e fiscalização desses presídios nos últimos cinco anos",
explicou.

Segundo a conselheira, serão analisados o controle interior Tfeito pelo poder executivo, quanto a nível externo, que é de responsabilidade do Tribunal de Contas. No final do trabalho, a auditoria vai produzir um relatório de caráter preventivo, educativo e punitivo.

"A partir disso teremos uma ação integrada para saber quais os projetos adotados em todos estados. Depois de ter feito o questionário, será feita a verificação de cada unidade, com a participação da Secretaria de Justiça. Por fim, vamos propor ações importantes, para que casos ocorridos em Pernambuco e Manaus não aconteçam no nosso estado. Todo o trabalho deve durar cinco meses",
destacou Lilian Martins.

Veja mais notícias sobre Piauí, clique em florianonews.com/piaui

Tópicos: trabalho, contas, auditoria