Polícia Civil apura denúncia de injúria racial contra enfermeira no HUT

03/05/2021 15h07


Fonte Cidadeverde.com

Imagem: ArquivoHospital de Urgência de Teresina (HUT).(Imagem:Arquivo)Hospital de Urgência de Teresina (HUT).

Um caso suspeito de injúria racial no Hospital de Urgência de Teresina (HUT) está sendo apurado pela direção da unidade e pela Delegacia de Repressão às Condutas Discriminatórias. O ato teria sido cometido por uma médica anestesista contra a enfermeira Laiane Nunes, durante o plantão da noite deste domingo (02), no Centro Cirúrgico.

De acordo com o relato da enfermeira, diante de um impasse sobre os materiais relacionados à anestesia de uma criança que passaria por uma cirurgia, um pequeno conflito se formou entre os profissionais. Ao ser chamada para o local, Laiane Soube que a médica teria sido referido a ela utilizando o termo "escurinha", em referência a cor da pele da profissional.

"Uma técnica estava tentado ajudar, mas ela [a médica anestesista] estava muito grosseira com todos, fazendo confusão. Foi quando ela se dirigiu para a técnica e pediu para me chamar, utilizando esse termo, "aquela enfermeira escurinha", para eu ir resolver o problema que estava na sala. Quando eu entrei na sala, a técnica disse que ela tinha me chamado dessa forma", relatou a enfermeira, que trabalha há três anos no HUT.

Imagem: Arquivo PessoalClique para ampliarLaiane trabalha há três anos no HUT.(Imagem:Arquivo Pessoal)Laiane trabalha há três anos no HUT.

Após ter conhecimento da declaração, Laiane chegou a acionar a Polícia Militar. Uma viatura foi deslocada ao local, mas não realizou o flagrante, orientando a enfermeira a procurar uma delegacia.

Na manhã de hoje, a profissional registrou boletim de ocorrência junto a Polícia Civil. Ela também informou ao Cidadeverde.com que irá procurar os conselhos de Enfermagem e de Medicina, para formalizar a denúncia.

"Eu fiquei muito mal. Até adoeci de ontem pra cá. A cabeça não para de doer", disse a enfermeira, que afirma que é a segunda vez que é vítima de injúria racial nas dependências do HUT.

A médica apontada como autora da injúria racial não foi localizada pelo Cidadeverde.com para comentar as acusações. O espaço permanece aberto para esclarecimentos.

Direção apura denúncia

A direção do HUT tomou conhecimento do caso e se posicionou através de nota, confirmando que já deu início à apuração. De acordo com a nota, o caso está sendo analisado pela Ouvidoria e um processo administrativo disciplinar deve ser aberto nos próximos dias.

"O HUT lamenta profundamente o ocorrido e defende uma sociedade plural e democrática com eliminação de todas as formas de preconceito e discriminação. Reafirmamos nosso compromisso de salvar vidas e o restabelecimento da saúde dos usuários atendidos nessa que é maior urgência e emergência pública do município de Teresina", diz a nota, assinada pelo diretor geral do HUT, Fábio Marcos.


Confira a nota na íntegra

O Hospital de Urgência de Teresina, Prof. Zenon Rocha (HUT) é uma instituição que tem como foco a gestão transparente. Sobre uma acusação de racismo envolvendo servidores, informamos que uma apuração interna para maior detalhamento dos fatos está em curso na Ouvidoria, a fim de subsidiar a posterior instauração de um Processo Administrativo Disciplinar. O HUT lamenta profundamente o ocorrido e defende uma sociedade plural e democrática com eliminação de todas as formas de preconceito e discriminação. Reafirmamos nosso compromisso de salvar vidas e o restabelecimento da saúde dos usuários atendidos nessa que é maior urgência e emergência pública do município de Teresina.

Veja mais notícias sobre Piauí, clique em florianonews.com/piaui

Tópicos: enfermeira, racial, caso