Após uma semana preso, Justiça concede liberdade a jovem negro no Piauí; defesa alega inocência

24/01/2023 10h10


Fonte G1 PI

O Juiz da Vara Única de Cocal, Manfredo Braga Filho, após solicitação dos advogados de defesa, revogou a prisão preventiva do jovem Wilian da Silva Alves, de 19 anos, e determinou que fosse expedido alvará de soltura em favor dele. Ele conseguiu liberdade provisória nessa segunda-feira (23).

Em vídeo divulgado pela família e pela defesa do jovem, a mãe do rapaz esperava emocionada na porta da Penitenciária Mista Fontes Ibiapina, esperando a saída do rapaz. Sob forte emoção e entre lágrimas, o jovem abraçou ao mãe ao sair da prisão. Familiares e amigos acompanharam a saída comemorando com aplausos.

Segundo a defesa, o caso ainda está sob investigação e ele não está absolvido, o que vai depender do inquérito na Polícia Civil, que vai determinar se ele será indiciado ou não. Em caso positivo, o Ministério Público poderá ou não formalizar denúncia à Justiça. Caso não seja indiciado, o rapaz não terá mais pendências criminais.

A defesa alega inocência e reuniu provas como prints de conversas e imagens de câmeras de segurança que mostram que Willian não estava sequer próximo do local do assalto no momento do crime.

Protesto pediu soltura
Imagem: Arquivo PessoalFamiliares protestam após prisão de jovem negro no Piauí.(Imagem:Arquivo Pessoal)Familiares protestam após prisão de jovem negro no Piauí.

Familiares de Wilian realizaram uma manifestação em Buriti dos Lopes, na manhã de sexta-feira (20), para defender a inocência dele. O jovem negro foi preso suspeito de assaltar um comércio, na última terça-feira (17), no município de Cocal, Norte do Piauí.

Segundo a Polícia Civil, Wilian foi preso em flagrante, depois que a vítima supostamente o reconheceu como um dos autores do crime. Câmeras de segurança registraram o roubo.


Para ler mais notícias do FlorianoNews, clique em florianonews.com/noticias. Siga também o FlorianoNews no Twitter e no Facebook

Tópicos: jovem, defesa, caso