Vitória de Duilio em eleição do Corinthians aumenta dinastia de grupo de Andrés Sanchez no poder

29/11/2020 09h42


Fonte Globo esporte

Imagem: ReproduçãoPara se eleger, Duilio contou com o forte apoio de Sanchez não só durante a campanha, mas também no próprio dia da eleição. Andrés permaneceu no ginásio durante boa parte da manhã(Imagem:Reprodução)
 A vitória de Duilio Monteiro Alves na eleição presidencial do Corinthians, realizada último sábado, aumenta a dinastia do grupo político de Andrés Sanchez no poder do clube.

Desde que assumiu o comando do Corinthians em 2007, após a renúncia de Alberto Dualib e eleição indireta pelo Conselho, Andrés Sanchez e seus aliados venceram cinco pleitos: 2009 e 2018 com o próprio Andrés, 2012 com Mario Gobbi Filho (que neste ano concorreu como oposição), 2015 com Roberto de Andrade, e agora, em 2020, com Duilio.

Com o resultado deste sábado, o grupo político, que no passado levava o nome de "Renovação e Transparência", ficará pelo menos 16 anos à frente do clube, já que o mandato irá de 2021 a 2023.

Para se eleger, Duilio contou com o forte apoio de Sanchez não só durante a campanha, mas também no próprio dia da eleição. Andrés permaneceu no ginásio durante boa parte da manhã e da tarde do último sábado, sempre ao lado do agora presidente eleito do clube.

Andrés, porém, tem dito a pessoas próximas que não pretende continuar no clube. Se de fato Sanchez se tornar apenas um sócio, Duilio terá a missão de, ao lado do seu grupo, "transformar o Corinthians" como prometeu em discurso após ser eleito.

No que diz respeito ao Conselho Deliberativo, o novo presidente estará cercado de apoiadores: foram eleitas quatro das cinco chapinhas de apoio a Duilio. Além, é claro, de eventuais composições que ainda podem se formar ao longo dos próximos meses.

Junto de Duílio, o 31º presidente diferente da história do Corinthians, chegam ao clube para os cargos de vice Elie Werdo e Wagner Alcântara. O novo presidente assume o cargo no dia 4 de janeiro, uma segunda-feira. Um dia antes, o Corinthians visita o Palmeiras, no Allianz Parque.

Duílio Monteiro Alves tem 45 anos, é empresário do ramo de bares e restaurantes, e iniciou sua vida no Corinthians em 2009, quando foi diretor cultural. Ele é filho de Adilson Monteiro Alves, um dos idealizadores da Democracia Corinthiana, nos anos 80.

O novo presidente tornou-se diretor adjunto de futebol em 2011, deixando o cargo em 2014, período em que integrou a diretoria nas conquistas do Brasileirão (2011), Libertadores (2012) e Mundial de Clubes (2012). Ele retornou ao clube em 2018 e ficou.


Confira as últimas notícias sobre Esportes: florianonews.com/esportes
Siga @florianonews e curta o FlorianoNews