Viaduto da Miguel Rosa segue interditado e não há prazo para liberação

15/05/2019 08h36

Viaduto da Miguel Rosa segue interditado e não há prazo para liberação.
Imagem: CidadeVerde.comClique para ampliarViaduto da Miguel Rosa segue interditado e não há prazo para liberação.(Imagem:CidadeVerde.com)

O primeiro dia de interdição total do viaduto da avenida Miguel Rosa que dá acesso a BR-316, na zona Sul de Teresina, foi de longo congestionamento. A via foi bloqueada após a constatação de avarias. O diretor do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PI), Castro Neto, declarou que não há riscos na estrutura. Porém, até o momento, não há prazo para a liberação da pista.

"Estivemos com engenheiros do DER fazendo uma avaliação da estrutura. O que houve foi uma deformação do aterro que causou uma diferença de nível entre a rampa de acesso e a estrutura da ponte, aumentando o impacto sobre essa área. Não tem riscos na estrutura",
disse o diretor do DER.

As causas do problema ainda não foram divulgadas. Um vídeo divulgado nas redes sociais mostra rachaduras e o ferro da estrutura à mostra. Castro Neto acrescenta que será traçado um plano de reforma.

"Vamos nos reunir com a construtora, com o engenheiro projetista para traçar um plano de reforma o mais rápido possível"
, conclui Castro Neto .

O fluxo de veículos no viaduto é de cerca de 10 mil veículos por dia.
Imagem: CidadeVerde.comClique para ampliarViaduto da Miguel Rosa segue interditado e não há prazo para liberação.(Imagem:CidadeVerde.com)

O primeiro dia de interdição total do viaduto da avenida Miguel Rosa que dá acesso a BR-316, na zona Sul de Teresina, foi de longo congestionamento. A via foi bloqueada após a constatação de avarias. O diretor do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PI), Castro Neto, declarou que não há riscos na estrutura. Porém, até o momento, não há prazo para a liberação da pista.

"Estivemos com engenheiros do DER fazendo uma avaliação da estrutura. O que houve foi uma deformação do aterro que causou uma diferença de nível entre a rampa de acesso e a estrutura da ponte, aumentando o impacto sobre essa área. Não tem riscos na estrutura",
disse o diretor do DER.

As causas do problema ainda não foram divulgadas. Um vídeo divulgado nas redes sociais mostra rachaduras e o ferro da estrutura à mostra. Castro Neto acrescenta que será traçado um plano de reforma.

"Vamos nos reunir com a construtora, com o engenheiro projetista para traçar um plano de reforma o mais rápido possível"
, conclui Castro Neto .

O fluxo de veículos no viaduto é de cerca de 10 mil veículos por dia.

Fonte CidadeVerde.com

Para ler mais notícias do FlorianoNews, clique em florianonews.com/noticias. Siga também o FlorianoNews no Twitter e no Facebook

Tópicos: castro, viaduto, estrutura