Em casa, Fluminense arranca empate no fim com o Cruzeiro pela Copa do Brasil

16/05/2019 10h08

Em casa, Fluminense arranca empate no fim com o Cruzeiro pela Copa do Brasil.
Imagem: Bruno HaddadClique para ampliarEm casa, Fluminense arranca empate no fim com o Cruzeiro pela Copa do Brasil.(Imagem:Bruno Haddad)

Com gol de João Pedro aos 48 minutos do segundo tempo, o Fluminense buscou o empate por 1 a 1 diante do Cruzeiro, nesta quarta-feira, no Maracanã, pela partida de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. O resultado compensa a atuação da equipe carioca, que viu o time mineiro ter apenas uma finalização, que culminou no gol de Pedro Rocha.

Com o resultado, a decisão fica para 5 de junho, às 19h15, no Mineirão. Um novo empate leva o duelo para os pênaltis. Quem vencer, avança para a próxima fase. O adversário sairá de um novo sorteio, a ser realizado pela CBF.

Nesta quarta-feira, o Fluminense não pôde contar com o centroavante Pedro, vetado por dores no joelho, dando lugar para Léo Artur. A ausência do jogador foi lamentada por Richarlison, atacante do Everton e ex-Flu, que afirmou ter ido no Maracanã para ver a jovem promessa, de 21 anos. Já o Cruzeiro colocou em campo o que tem de melhor. A novidade ficou na lateral direita - Orejuela ganhou a vaga de Edilson.

Na base do toque de bola e com 70% de posse, o Fluminense comandou o primeiro tempo. O time carioca anulou os pontos fortes do Cruzeiro e criou as melhores oportunidades de gol, sempre pelo lado direito, com Gilberto. Com Ganso apagado, o lateral chamou a responsabilidade na organização das jogadas.

O Cruzeiro caiu no estilo de jogo do Fluminense e sequer ameaçou o goleiro Rodolfo. Apesar de estar melhor em campo, o time da casa conseguiu seis finalizações, mas todas sem muito perigo. Luciano e Yony González não conseguiram a infiltração para ter uma chance clara de gol.

No segundo tempo, o time mineiro absorveu a forma de jogar do adversário e chegou ao gol. Aos 12 minutos, Pedro Rocha aproveitou a falha da defesa do Fluminense, invadiu a área e tocou na saída de Rodolfo para abrir o placar. O goleiro chegou a tocar na bola, mas não conseguiu praticar a defesa.

O gol acabou deixando a partida mais aberta. Luciano chegou a marcar, mas teve o lance anulado pelo árbitro, que assinalou impedimento. Atrás do placar, Fernando Diniz colocou o Fluminense ainda mais no setor ofensivo, mas também deixou a defesa exposta para o contra-ataque.

Mesmo assim, o Fluminense desperdiçava uma chance atrás da outra No lançamento de Ganso, Ewandro mandou para fora. Já no chute de fora da área de Marcos Paulo, a bola carimbou o travessão de Fábio. O time carioca ampliou a pressão no fim e foi recompensado com gol de João Pedro, aos 48 minutos, após aproveitar desvio de Matheus Ferraz.

Curiosamente, Fluminense e Cruzeiro voltam a se enfrentar já no sábado, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. O duelo está marcado para as 18 horas, novamente no Maracanã.
Imagem: Bruno HaddadClique para ampliarEm casa, Fluminense arranca empate no fim com o Cruzeiro pela Copa do Brasil.(Imagem:Bruno Haddad)

Com gol de João Pedro aos 48 minutos do segundo tempo, o Fluminense buscou o empate por 1 a 1 diante do Cruzeiro, nesta quarta-feira, no Maracanã, pela partida de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. O resultado compensa a atuação da equipe carioca, que viu o time mineiro ter apenas uma finalização, que culminou no gol de Pedro Rocha.

Com o resultado, a decisão fica para 5 de junho, às 19h15, no Mineirão. Um novo empate leva o duelo para os pênaltis. Quem vencer, avança para a próxima fase. O adversário sairá de um novo sorteio, a ser realizado pela CBF.

Nesta quarta-feira, o Fluminense não pôde contar com o centroavante Pedro, vetado por dores no joelho, dando lugar para Léo Artur. A ausência do jogador foi lamentada por Richarlison, atacante do Everton e ex-Flu, que afirmou ter ido no Maracanã para ver a jovem promessa, de 21 anos. Já o Cruzeiro colocou em campo o que tem de melhor. A novidade ficou na lateral direita - Orejuela ganhou a vaga de Edilson.

Na base do toque de bola e com 70% de posse, o Fluminense comandou o primeiro tempo. O time carioca anulou os pontos fortes do Cruzeiro e criou as melhores oportunidades de gol, sempre pelo lado direito, com Gilberto. Com Ganso apagado, o lateral chamou a responsabilidade na organização das jogadas.

O Cruzeiro caiu no estilo de jogo do Fluminense e sequer ameaçou o goleiro Rodolfo. Apesar de estar melhor em campo, o time da casa conseguiu seis finalizações, mas todas sem muito perigo. Luciano e Yony González não conseguiram a infiltração para ter uma chance clara de gol.

No segundo tempo, o time mineiro absorveu a forma de jogar do adversário e chegou ao gol. Aos 12 minutos, Pedro Rocha aproveitou a falha da defesa do Fluminense, invadiu a área e tocou na saída de Rodolfo para abrir o placar. O goleiro chegou a tocar na bola, mas não conseguiu praticar a defesa.

O gol acabou deixando a partida mais aberta. Luciano chegou a marcar, mas teve o lance anulado pelo árbitro, que assinalou impedimento. Atrás do placar, Fernando Diniz colocou o Fluminense ainda mais no setor ofensivo, mas também deixou a defesa exposta para o contra-ataque.

Mesmo assim, o Fluminense desperdiçava uma chance atrás da outra No lançamento de Ganso, Ewandro mandou para fora. Já no chute de fora da área de Marcos Paulo, a bola carimbou o travessão de Fábio. O time carioca ampliou a pressão no fim e foi recompensado com gol de João Pedro, aos 48 minutos, após aproveitar desvio de Matheus Ferraz.

Curiosamente, Fluminense e Cruzeiro voltam a se enfrentar já no sábado, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. O duelo está marcado para as 18 horas, novamente no Maracanã.

Fonte Estadão Conteúdo

Para ler mais notícias do FlorianoNews, clique em florianonews.com/noticias. Siga também o FlorianoNews no Twitter e no Facebook

Tópicos: time, bola, fluminense, cruzeiro