Franzina flor...

22/05/2019 15h05

Franzina flor....
Eras uma flor tão pequena
que em seu galho tremia.
O vento que por horas soprava,
te agitava sem dó.
E no negrume da noite
o vento te açoitava.
Mas eras forte o bastante
para ali continuar.
Sua raízes eram resistentes
balançavam mas, não caia.
O vento cansado de soprar
resolveu se afastar.
E a flor de aparência franzina
estava no mesmo lugar.
Quem vê cara não vê coração
já dizia o velho ditado.
E a flor tão bela e pequena
estava feliz da vida
Recebendo as borboletas
pra cirandar ao seu redor.

(SP/2019)

Eras uma flor tão pequena
que em seu galho tremia.
O vento que por horas soprava,
te agitava sem dó.
E no negrume da noite
o vento te açoitava.
Mas eras forte o bastante
para ali continuar.
Sua raízes eram resistentes
balançavam mas, não caia.
O vento cansado de soprar
resolveu se afastar.
E a flor de aparência franzina
estava no mesmo lugar.
Quem vê cara não vê coração
já dizia o velho ditado.
E a flor tão bela e pequena
estava feliz da vida
Recebendo as borboletas
pra cirandar ao seu redor.

(SP/2019)


Fonte CecySantos

Para ler mais notícias do FlorianoNews, clique em florianonews.com/noticias. Siga também o FlorianoNews no Twitter e no Facebook

Tópicos: flor, redor, vento